05 setembro 2006

As imagens transbordam


Depois desta ausência, onde a procura da vivência tem sido tão bela, volto revestido de cores maravilhosas, onde a Lua contribuiu para que os tons sejam mais iluminados e os sons sonhados.
As imagens transbordam fugitivas
E estamos nus em frente às coisas vivas.
Que presença jamais pode cumprir
O impulso que há em nós, interminável,
De tudo ser e em cada flor florir?
Sophia de Mello Breyner Andresen
Obra Poética I
Caminho

4 Comments:

Blogger Leticia Gabian said...

Convido você a conhecer um blog quase parente do seu: http://sometom.blogspot.com

A propósito, o seu é muito legal! Adorei conhecer.
Abraço.

setembro 05, 2006  
Blogger dulce said...

"...o impulso que há em nós, interminável..."
Adorei ver-te de volta. As fotos são lindíssimas.
Sophia, sempre!
Beijossssss docesssss

setembro 05, 2006  
Blogger Su said...

belas fotos

jocas maradas de impulso

setembro 06, 2006  
Blogger Poetas Almadenses said...

Obrigada por nos ter visitado. Vimos retribuir e fazer uma visita de cortesia. Estás de parabéns: o blog é muito interessante, as fotografias são lindas e as palavras muito bem escolhidas.

setembro 07, 2006  

Enviar um comentário

<< Home