27 fevereiro 2006

Janela para a vida


Ai, se eu pudesse transpor esta janela
abraçar aqueles raios de luz que me dão vida, dão cor, calor e ritmo.
Sinto-me atado neste gelo, enclausurado nesta escuridão que me persegue,
e da qual não me consigo libertar, a qual não consigo iluminar
e assim fico, olhando o tempo, a passar…
Os tons da vida vão ficando cinzentos
E os sons, cada vez mais, silêncios!
Resta-me esperar, resta-me sonhar
E nunca desistir.

Ai, se eu pudesse transpor esta janela…

7 Comments:

Blogger omabeco said...

Boa tarde. Passei,

fevereiro 27, 2006  
Blogger Mendes Ferreira said...

todAS AS JANELAS SÃO "SALTÁVEIS"....e com a força que por aqui se respira....saltar é já o salto.



gostei. bastante. de conhecer este espaço.

um abraço,

fevereiro 27, 2006  
Blogger Maria e Jorge said...

Gostei muito de passar por aqui.
Tentar saltar a janela já é um bom começo.

fevereiro 27, 2006  
Blogger HatA/mãe said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

fevereiro 27, 2006  
Blogger dulce said...

"La nuit n'est jamais complète
Il y a toujours puisque je le dis
Puisque je l'affirme
Au bout du chagrin une fenêtre ouverte
Une fenêtre eclairée"
É esta a janela que procuras e que te espera.
Beijos para ti José

fevereiro 28, 2006  
Blogger HatA/mãe said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

março 01, 2006  
Blogger Su said...

a noite, a espera, o sonho....existe sempre...
jocas maradas

março 04, 2006  

Enviar um comentário

<< Home